5 Dicas para usar as Redes Sociais como Marketing Pessoal

Grandes marcas trabalham incansavelmente para aproveitar o potencial das redes sociais. Elas querem mais cliques, views e likes a fim de gerar maior engajamento e experiência com seu público.A maioria dos meus contatos no LinkedIn trabalha com Comunicação, Marketing e Publicidade. Acredito que assim como eu, vocês buscam se atualizar para aplicarem as novidades a favor das marcas para quem trabalham, não é mesmo?

Mas você já parou para pensar que antes de ser responsável por uma marca, você pode ser a sua própria marca? Refutando a criação de uma Agência, tenho percebido que muitos profissionais da área de Comunicação estão abrindo suas Micro Empresas Individuais e prestando serviços freela. E a partir disso, uma marca é uma pessoa (você) ao invés de uma Empresa ou Agência.

Quando é só você, é necessário adotar uma abordagem diferente para aumentar sua marca através das redes sociais. Uma pesquisa revela que mais de 90% dos clientes buscam informações de pessoas que conhecem antes de tomar uma decisão de compra. Então, criar conexões pessoais é o caminho mais efetivo para desenvolver a confiança e obter autoridade dentro de seu público.

Listo aqui 10 Dicas para você usar as suas redes sociais como marketing pessoal

  1. Participe dos grupos certos:
    O Facebook, WhatsApp e LinkedIn possuem diversos grupos focados em determinadas áreas do mercado. Então você pode participar de grupos relativos a sua área de atuação e através deles trocar experiências, conhecer profissionais e criar autoridade em torno do seu marketing pessoal.
    Porém alguns grupos podem estar lotados de pessoas querendo fazer marketing pessoal, tornando esse grupo cheio de informações com pouca qualidade e de alta concorrência. Nestes casos, busque grupos mais focados na sua cidade ou formação (Estudantes, Empresários) assim será mais provável que você encontre seu público. Aposte na ousadia, crie seu próprio grupo!
  2. Mantenha uma imagem coerente:
    Por mais que o Face e o Insta sejam mais pessoais do que o LinkedIn, mantenha coerência com o que você fala em todas as redes sociais. Quando as pessoas quiserem te conhecer melhor, elas podem te procurar em outras redes sociais. Se apresentar de forma coerente vai te ajudar a controlar a imagem passada sobre você.
    Em todos os seus perfis sociais, você tem que manter uma certa consistência com sua marca. Quando as pessoas querem aprender mais sobre você, elas podem procurá-lo em várias lojas sociais. Apresentar-se de forma consistente ajuda você a controlar sua percepção de sua marca pessoal. Você pode danificar uma reputação impecável se um dos seus perfis aparecer com conteúdo ou imagens que não o representam bem.
  3. Engajar e informar sobre sua profissão:
    Muitas pessoas preferem expor a sua vida pessoal nas redes sociais. A última viagem, as festas, reunião entre amigos, o animalzinho de estimação, o prato do jantar etc…
    Normal, afinal é uma rede social. Além da vida social, é muito legal você também postar sobre sua vida profissional e carreira, você vai lembrar seus contatos sobre a sua área de atuação e pode passar uma boa imagem com isso.
  4. Espelhe-se nos influencers:
    Quem são os profissionais influentes no seu meio? O que eles postam? Em quais redes sociais eles estão? Que tal utilizá-los como Benchmark? Conecte-se a eles e tenha-os como referência para suas ações na Social Media.
  5. Autenticidade e relevância:
    O seu diferencial é o que te torna único (a). Qual sua opinião sobre o cenário político? Qual foi o último livro que você leu? Quem são as pessoas que você conhece? Quais lugares você frequenta? E qual a sua opinião sobre tudo isso?

Lembre-se: Você não é o centro do universo, mas faz parte dele.

Bom, espero que com essas dicas você amplie seu rede de contatos de forma efetiva e utilize-a a favor de seu marketing pessoal!

Até a Próxima

João Victor Basabe